O que realmente importa...

Minha foto
São Paulo, Brazil
Cheguei ao final do ano de 2009 totalmente estressada e esgotada devido as preocupações do dia-a-dia, com trabalho, estudo, e etc. Na verdade, eu não tinha nenhum problema específico. Apenas, era pessoa ansiosa e preocupada demais com o dia de amanhã. Mas como está na palavra de Deus: "...basta a cada dia o seu mal". Eu precisei passar por um sofrimento muito grande, pra enxergar que na verdade, as minhas preocupações, as minhas ansiedades não mereciam as noites de sono mal dormidas, a depressão que estava querendo tomar conta de mim! Sem querer negligenciar todo resto, eu aprendi que nada nesta vida tem realmente importância, a não ser, a vida daqueles que amamos...estes sim, são o que realmente têm importância em nossa vida... Eu tenho uma filha e um marido maravilhosos, que eu Amo, e que são bençãos que Deus me deu! Eu tenho familiares maravilhosos que eu Amo muito... E tenho amigos maravilhosos que amo muito também...Enfim, tanto pra agradecer ao Senhor! Mas só depois que eu perdi a minha amada sobrinha Júlia, foi que tive a real dimensão da importância de todos eles em minha vida! Todos eles são o que realmente importa pra mim! Todo o restante é secundário...07/2010

Seguidores

domingo, 24 de maio de 2015

Adotar é... mudar destinos... ♥

Imagem extraída do Google
Nessa semana encontrei por acaso no ônibus, uma prima que já há algum tempo não via.
            A última vez que nos vimos, foi no aniversário do seu filhinho mais novo. Como eu,  ela também é mãe do coração. Só que de duas crianças: uma menina e um menino.
            E aí me lembrei da nossa última conversa, que foi justamente no dia do aniversário dele. Durante a festa, ela anunciou com alegria para todos, que a guarda definitiva já tinha saído. 
        Esse é um momento de extrema alegria para quem tem um filho do coração!
            E aí, naquele dia,  ao conversarmos, eu comentei com ela sobre como ele ficou feliz na hora do parabéns! Ela então me contou, que tinha visto a foto do seu aniversário anterior, que tinha sido no abrigo, e que a expressão dele era outra... que dava pra sentir a tristeza dele no olhar. Mas que naquele dia em que estávamos reunidos, ele estava sim, muito feliz! Era outra criança... Dava pra sentir!
Ela é casada com um primo do meu marido. E eles, assim como nós, não conseguiram gerar filhos biológicos; então partiram para a adoção.         
Sempre os admirei! Seus dois filhos chegaram com mais de um ano de idade. Mas foram recebidos com um Amor e um cuidado enormes! Por eles,  e por toda a família! A transformação das crianças foi algo bonito de se ver! Depois de um tempo, estavam com outra aparência: saudáveis, bem tratadas e com um brilho no olhar: de felicidade! Admiro muito a capacidade de amor e entrega que eles têm!
No meu caso, o meu filhinho veio direto do abrigo. Não pude testemunhar uma mudança visível com relação ao seu estado, pois ele foi muito bem tratado  lá.
Mas, sobre ambos os casos, o que posso dizer, é que a adoção foi uma benção e um privilégio para todos nós!
Quem adota com responsabilidade e amor, certamente muda a vida de uma  criança para melhor! Por outro lado, essas crianças,  mudam totalmente as nossas vidas também!
Somos “adotados”  quando olhamos para aqueles olhinhos pela primeira vez... Nesse dia, as dúvidas, transformam-se em certezas, e Deus testifica em nossos corações que ali, naquele momento, encontramo-nos diante de nosso filho!
E como já escrevi certa vez: somos "tomados" de um amor tão profundo... que chega de repente e toma conta da gente!
...
  ... um ser tão pequenino, tão indefeso e delicado; chega de repente, e preenche nossas vidas totalmente!
...
 Uma "pessoinha" tão pequenininha,  toma conta de todos: da casa, da família, dos amigos!
E parece que já é parte de tudo, desde sempre!
E faz você entender que a vida vale a pena!
E por trás de tudo isso: dos nossos caminhos entrelaçados, a plena existência da mão de Deus!
Assim, é pra mim, a emoção de adotar...

A maternidade nasce do Amor, independente de ter sido gerada no ventre ou no coração... Para adotar, é preciso em primeiro lugar, apenas estar disposto a Amar incondicionalmente!

"Adotar é acreditar que a história é mais forte que a hereditariedade, que o Amor é mais forte que o destino".

E nesse dia Nacional da Adoção, eu louvo e glorifico a Deus pela vida do meu filho Pedro Olavo, e pela benção e pelo privilégio de ser Mãe do Coração...

10 comentários:

  1. Eu sempre digo que os adotados são os filhos escolhidos.
    beijogrande

    ResponderExcluir
  2. Uma atitude tão nobre merece mesmo um dia especial para ser lembrada e comemorada. Parabens Adelisa, ao papai do Pedro e ao Pedro.... que tem uma mãe tão carinhosa e coruja. Bjos

    ResponderExcluir
  3. Valdir Agostinho de Oliveira1 de junho de 2015 07:24

    "As dúvidas se tornam certezas".

    No tempo em que vivemos, onde esse sentimento prevalece nas relações humanas, é preciso "se jogar" e confiar. Revestir-se da fé. E digo fé não só como dom divino ou doutrina religiosa, mas como um sentimento que deve ser buscado e cultivado.

    Concordo contigo Adelisa, o amor - também hoje banalizado e distorcido - é a força acima de nossos limites que nos faz ver Deus, o belo e a ternura, perdidos na violência diária, na desconfiança, no abandono e na aridez de nossos corações.

    Deus ilumine sempre seu caminho e inspire suas decisões.

    ResponderExcluir
  4. Carlos Belchior Santos de Almeida1 de junho de 2015 07:28

    Parabéns pelo gesto e pela vida que vocês constroem !

    "Adotar é acreditar que a história é mais forte que a hereditariedade, que o Amor é mais forte que o destino".

    Sem duvidas, por vezes a herança genética não forma os laços nem a história que você e a tua irmã constroeam diariamente.

    Obrigado por compartilhar a tua experiencia.

    ResponderExcluir
  5. Ayala Rodrigues Oliveira Pelegrine1 de junho de 2015 08:25

    amei!
    parabéns pela linda atitude!

    ResponderExcluir
  6. Djalma Aparecido Bertolino1 de junho de 2015 09:42

    Parabéns e que Deus te abençoe.

    ResponderExcluir
  7. Leticia Maria Goncalves1 de junho de 2015 20:08

    Acho emocionante essas histórias sobre adoção, acredito que só pessoas muito evoluídas espiritualmente amam dessa forma.
    Parabéns Adelisa!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Claudio Cezar Belo1 de junho de 2015 20:10

      É realmente bom ver a demonstração de alegria que os pais "adotados" possuem no coração.
      O que forma uma Família é o Amor!
      Parabéns à sua Família pelo Amor que os une!

      Excluir
  8. Lindo! Obrigada por compartilhar!

    ResponderExcluir
  9. Muito linda essa sua declaração de amor. Seu filho deve ser muito feliz com a mãe que tem. Parabéns minha amiga.
    Tenha uma linda semana.
    Passa lá no V&B depois. Voltei.

    ResponderExcluir

Olá! Seu comentário me deixa muito feliz! Responderei assim que possível em seu blog ou e-mail.