O que realmente importa...

Minha foto
São Paulo, Brazil
Cheguei ao final do ano de 2009 totalmente estressada e esgotada devido as preocupações do dia-a-dia, com trabalho, estudo, e etc. Na verdade, eu não tinha nenhum problema específico. Apenas, era pessoa ansiosa e preocupada demais com o dia de amanhã. Mas como está na palavra de Deus: "...basta a cada dia o seu mal". Eu precisei passar por um sofrimento muito grande, pra enxergar que na verdade, as minhas preocupações, as minhas ansiedades não mereciam as noites de sono mal dormidas, a depressão que estava querendo tomar conta de mim! Sem querer negligenciar todo resto, eu aprendi que nada nesta vida tem realmente importância, a não ser, a vida daqueles que amamos...estes sim, são o que realmente têm importância em nossa vida... Eu tenho uma filha e um marido maravilhosos, que eu Amo, e que são bençãos que Deus me deu! Eu tenho familiares maravilhosos que eu Amo muito... E tenho amigos maravilhosos que amo muito também...Enfim, tanto pra agradecer ao Senhor! Mas só depois que eu perdi a minha amada sobrinha Júlia, foi que tive a real dimensão da importância de todos eles em minha vida! Todos eles são o que realmente importa pra mim! Todo o restante é secundário...07/2010

Seguidores

terça-feira, 31 de março de 2020

O amanhã...


Hoje estou aqui sentada...
Pensando e pensando... sobre tudo o que está acontecendo!
Queria escrever e expressar o que sinto! Mas até isso tem sido difícil!
Sinto-me atada!
Tantos dias em casa! Com um turbilhão de sentimentos...
Tornamo-nos reféns, em nossos próprios lares!
Vi uma frase que resume bem a situação: “Estamos em prisão domiciliar, sem ter cometido crime algum...”.
Ainda não é seguro sair.

O mundo lá fora, tem despertado medo e angustia!
Já assisti a tantos filmes catástrofe, sobre vírus e pandemias... Mas nunca pensei que viveríamos essa realidade: a angústia de uma quarentena!
A angústia de não poder sair. E a plena consciência de que no momento, é o melhor a se fazer.

Um vírus tão pequeno, e ao mesmo tempo tão devastador!
Cerceou-nos a liberdade: não podemos mais nos abraçar, beijar... Estamos longe, isolados dos nossos queridos!
O mundo de repente parou, para esperar esse vírus passar!

A saudade aperta! Dos filhos, dos pais, dos netos, dos amigos...
De simplesmente, poder dar uma volta no quarteirão, despreocupadamente...
E, na verdade,  é um privilégio poder ficar em casa!
Apesar de “dolorido”, ainda é a nossa melhor arma contra esse vírus desconhecido!

Mas muitos não podem  parar.  Então, todos os dias, saem como se estivessem indo para uma “batalha”! Com a insegurança do que vão encontrar pela frente!
São essas pessoas, que mantém o mínimo de normalidade, em nossas vidas!

Oro para que Deus nos proteja. Oro para que Deus as proteja!
Oro pelos que estão doentes. Oro pelos que perderam seus entes queridos...
Oro para que Jesus nos alcance com sua misericórdia!
Para que possamos sonhar com um amanhã, para nossos filhos e netos -  pois nunca o amanhã, pareceu tão incerto...

Ontem, depois de mais de uma semana, saí no meu quintal pra tomar sol...
Como se não bastasse a quarentena, estive acamada por conta de uma virose....
E então surpreendi-me ao olhar minhas plantinhas!
Elas brotaram, floresceram e frutificaram - alheias  a tudo o que está acontecendo!
Brotaram viçosas e fortes, em meio a essa pandemia que assola o nosso mundo - em meio à quarentena. Como se nada estivesse acontecendo...
Então, mais uma vez, eu fiz uma analogia delas com as nossas vidas...

Que possamos ser como essas plantinhas: que não se deixam abater!
Que brotam fortes e destemidas! Mesmo frente às intempéries da vida! Que
muitas vezes, mesmo em meio a solo árido e infértil, teimam em brotar!

Que o medo, a incerteza, a saudade e a solidão sejam substituídos pela esperança, dentro de cada um de nós!
Que possamos vislumbrar dias melhores!

O amanhã sempre pertenceu a Deus! Mas nos esquecemos disso, na maioria das vezes...
Nos preocupamos com tanta coisa que não tem valor, que não tem importância!
Que depois de tudo isso, de tudo  o que estamos passando -  aprendamos à dar valor, ao que realmente importa!

Que possamos aprender o valor de um abraço, de um beijo. Ou, simplesmente da companhia um do outro...
Que a centelha da esperança, se acenda em cada coração – mesmo em meio à toda essa tribulação!

“Quero trazer à memória o que pode me dar esperança. As misericórdias do Senhor são a causa de não sermos consumidos, porque as suas misericórdias não têm fim; renovam-se a cada manhã!”
                                                                                                  Lam. 3: 21-24

8 comentários:

  1. Lindo texto e esperançoesperançioso! Que sejamos realmente como as plantas que não nos deixamos nos abater. Que Deus misericordioso nos proteja e proteja o mundo inteiro! Amém!.

    ResponderExcluir
  2. Corrigindo, lindo e esperançoso!

    ResponderExcluir
  3. Oi Adelisa,que lindo! Nos fortalece ler textos assim. Que Deus abençoe a todos!

    ResponderExcluir
  4. Obrigada a todos pelo carinho (alguns de vocês eu não sei quem são - saiu sem os nomes)! Amém! Fico feliz que tenham gostado! Um grande beijo a todos! Vamos ter fé em Deus que isso tudo, logo vai passar!

    ResponderExcluir
  5. Oi irmã Adelisa, estamos vivendo dias de aflições e angústia sim, mas o SENHOR JESUS disse para sermos perseverantes pois ELE venceu o mundo e se confiarmos Nele com certeza tbm venceremos. Deus abençoe ❤❤🌹😘😘

    ResponderExcluir

Olá! Seu comentário me deixa muito feliz! Responderei assim que possível em seu blog ou e-mail.