O que realmente importa...

Minha foto
São Paulo, Brazil
Cheguei ao final do ano de 2009 totalmente estressada e esgotada devido as preocupações do dia-a-dia, com trabalho, estudo, e etc. Na verdade, eu não tinha nenhum problema específico. Apenas, era pessoa ansiosa e preocupada demais com o dia de amanhã. Mas como está na palavra de Deus: "...basta a cada dia o seu mal". Eu precisei passar por um sofrimento muito grande, pra enxergar que na verdade, as minhas preocupações, as minhas ansiedades não mereciam as noites de sono mal dormidas, a depressão que estava querendo tomar conta de mim! Sem querer negligenciar todo resto, eu aprendi que nada nesta vida tem realmente importância, a não ser, a vida daqueles que amamos...estes sim, são o que realmente têm importância em nossa vida... Eu tenho uma filha e um marido maravilhosos, que eu Amo, e que são bençãos que Deus me deu! Eu tenho familiares maravilhosos que eu Amo muito... E tenho amigos maravilhosos que amo muito também...Enfim, tanto pra agradecer ao Senhor! Mas só depois que eu perdi a minha amada sobrinha Júlia, foi que tive a real dimensão da importância de todos eles em minha vida! Todos eles são o que realmente importa pra mim! Todo o restante é secundário...07/2010

Seguidores

segunda-feira, 29 de fevereiro de 2016

Desculpe!! Foi engano...☺

Imagem extraída do Google
             Todo mundo já sabe  que sou distraída.
Na maioria das vezes, ando com a cabeça nas nuvens, no mundo da lua...
Já escrevi várias vezes sobre o assunto, pois essa minha característica às vezes me faz "pagar cada mico"!
Por conta da minha distração: já tentei entrar em carro errado... Já peguei carrinho de outra pessoa no supermercado.  E muitas outras coisas mais...
No entanto, nada disso se compara ao fora que eu dei nesse último fim de semana! Dessa vez, eu me superei... 
No sábado, ocorreu o baile de formatura do meu genro.
Eu e meu marido fomos para o baile com um casal de amigos.
Na hora da sessão de fotos, eu resolvi ir ao banheiro para ver se estava tudo nos conformes, para então tirar as fotos. A noite estava chuvosa, e meu cabelo nesses dias, fica meio rebelde.
Minha filha me disse para me apressar, porque logo iríamos tirar as fotos.
Entrei no banheiro, dei uma conferida se estava tudo em ordem no espelho, e saí apressada. Dei a mão para o meu marido, que estava de terno preto.
De repente, minha filha olhou pra mim, e num misto de espanto e riso, deu um grito: - Mãe!!!
Foi aí que me dei conta, que não estava dando a mão para meu marido; mas sim, para o marido da minha amiga...
Então soltei da mão dele assustada, e ele também me olhou assustado. Ele nem havia percebido que era eu quem lhe dava a mão. Ambos estávamos olhando para a sessão de fotos, e nem percebemos...
Eu caí na risada!! Não conseguia para de rir! Minha amiga - sua esposa - riu tanto que até chorou!
Meu marido olhou pra mim rindo e me disse resignado: - Só pela misericórdia...
Minha filha, já conformada com o meu jeito distraído, riu também... E me disse que eu deveria ver a minha cara - toda sorridente - olhando a sessão de fotos, de mãos dadas com o marido errado... 
Cheguei em casa de madrugada, e antes de dormir,  a cena veio à minha mente. Dormi sorrindo ao pensar no tamanho do "mico que paguei"...
De tanto que eu já aprontei por conta da minha distração, nem vermelha eu fico mais... 
Ainda bem que estávamos em família e entre amigos! E tanto meu marido, quanto todos que ali estavam, já sabem das trapalhadas que apronto!
Mas que foi engraçado... Ah!... lá isso foi!! Toda vez que a cena volta à minha lembrança, rio sozinha.
E como já disse certa vez - volto a repetir: quem nunca "pagou um mico" na vida, que atire a primeira pedra! 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá! Seu comentário me deixa muito feliz! Responderei assim que possível em seu blog ou e-mail.