O que realmente importa...

Minha foto
São Paulo, Brazil
Cheguei ao final do ano de 2009 totalmente estressada e esgotada devido as preocupações do dia-a-dia, com trabalho, estudo, e etc. Na verdade, eu não tinha nenhum problema específico. Apenas, era pessoa ansiosa e preocupada demais com o dia de amanhã. Mas como está na palavra de Deus: "...basta a cada dia o seu mal". Eu precisei passar por um sofrimento muito grande, pra enxergar que na verdade, as minhas preocupações, as minhas ansiedades não mereciam as noites de sono mal dormidas, a depressão que estava querendo tomar conta de mim! Sem querer negligenciar todo resto, eu aprendi que nada nesta vida tem realmente importância, a não ser, a vida daqueles que amamos...estes sim, são o que realmente têm importância em nossa vida... Eu tenho uma filha e um marido maravilhosos, que eu Amo, e que são bençãos que Deus me deu! Eu tenho familiares maravilhosos que eu Amo muito... E tenho amigos maravilhosos que amo muito também...Enfim, tanto pra agradecer ao Senhor! Mas só depois que eu perdi a minha amada sobrinha Júlia, foi que tive a real dimensão da importância de todos eles em minha vida! Todos eles são o que realmente importa pra mim! Todo o restante é secundário...07/2010

Seguidores

segunda-feira, 18 de janeiro de 2016

"Brigando" com o tempo...

Imagem extraída do Google
O tempo... Ah, o tempo... Vivo "brigando" com ele! E já faz tempo! 
Outro dia, em conversa com meus colegas de trabalho, começamos a comentar à respeito do tempo. Um deles, o Noedir comentou a certa altura da conversa, que estamos no começo do ano, daqui a pouco chegam as festas juninas, e depois o Natal! E eu brinquei, que já iria deixar a minha árvore montada para o próximo Natal, porque ainda não tinha tido tempo de desmontá-la. 
Brincamos sobre o assunto. Mas a velocidade com que tempo tem passado é algo assustador! E a cada ano, o tempo parece passar mais e mais depressa.
Não sei ele está passando mais depressa mesmo - só um estudioso em física poderia desvendar esse mistério...
Outro colega, o Cid, falou-me a respeito de uma teoria de um físico: a "ressonância Schumann". Segundo a qual as vinte e quatro horas do dia, na verdade equivalem à apenas dezesseis horas. A mesma defende a tese de que o eixo da terra está girando mais rápido.  Vou pesquisar mais a respeito!
Não sei se a teoria é verdadeira. Ou, se somos nós, que de tão atarefados e sobrecarregados, não percebemos o tempo passar!
Mas que faz sentido essa teoria... Ah! Lá isso faz!!
Os dias passam depressa, a semana passa voando! E o pior, é que o fim de semana também!
O tempo está passando com uma velocidade incrível! E como eu já disse certa vez: tornamo-nos reféns dele! E isso me aflige, me angustia!
Queria que o tempo não passasse assim tão rápido. Que não fosse tão fugidio!
O Natal já passou, o Ano Novo também! Logo vem o carnaval, a páscoa, as festas juninas, e de repente... Lá chega o Natal novamente!
Queria ter mais tempo para fazer tanta coisa!
Principalmente, tempo  para desfrutar com minha família, que é o bem mais precioso que Deus me deu...
Tempo para apreciar as coisas belas da vida. 
A falta de tempo, muitas vezes  deixa-nos cegos para apreciar as coisas que realmente são valiosas... Que realmente nos são caras.
Peço a Deus, que ainda que o tempo passe "voando" - ainda que os problemas e intempéries da vida surjam em meio à minha caminhada - que eu jamais perca a sensibilidade para enxergar o que é valioso,  o que é belo.
As preciosidades: que muitas vezes residem nas coisas simples!
Que o tempo não "roube-me" o que é essencial, o que é verdadeiro.
O que realmente importa nessa vida! 

5 comentários:

  1. Voltei e tão gostoso te ver aqui firme e forte!
    Então... o tempo... fiquei tanto tempo longe e vivi... desfrutei da vida e hoje sei muitos valores que quero manter.
    Adorei o texto, excelente!
    bjs
    Ritinha

    ResponderExcluir
  2. Oi, Adelisa. Subentendido: entre um Natal e outro, outro aniversário. Caramba, dia desses eu nem era pai, dia desses meu filho era menino, dia desses eu nem tinha nora... Voou. E nas suas asas, Tempo, lá se foram pai e mãe, sogro e sogra.

    ResponderExcluir
  3. Ivan Antonio Miranda Campos Jr22 de janeiro de 2016 08:12

    "... serão abreviados aqueles dias."
    Mateus 24:22

    ResponderExcluir
  4. Jamille Mayara Oliveira Anselmo22 de janeiro de 2016 08:28

    E a verdade é que na correria da vida, na correria contra o tempo, não paramos pra refletir sobre quanto tempo ainda temos, e a triste realidade é que muitos só se dão conta disso, quando infelizmente já é tarde demais!!!!!!!
    Vamos aprender a valorizar o nosso tempo, principalmente ao lado de quem amamos.
    Bela reflexão!

    ResponderExcluir
  5. Adoráveis e instigantes considerações sobre o tempo, Adelisa.
    Lya Luft, conseguiu traduzir bem o que acontece com o tempo, quando escreveu: "O Tempo? ou fazemos dele nosso animal de estimação ou ele nos devora".
    Um abraço pra você!

    ResponderExcluir

Olá! Seu comentário me deixa muito feliz! Responderei assim que possível em seu blog ou e-mail.