O que realmente importa...

Minha foto
São Paulo, Brazil
Cheguei ao final do ano de 2009 totalmente estressada e esgotada devido as preocupações do dia-a-dia, com trabalho, estudo, e etc. Na verdade, eu não tinha nenhum problema específico. Apenas, era pessoa ansiosa e preocupada demais com o dia de amanhã. Mas como está na palavra de Deus: "...basta a cada dia o seu mal". Eu precisei passar por um sofrimento muito grande, pra enxergar que na verdade, as minhas preocupações, as minhas ansiedades não mereciam as noites de sono mal dormidas, a depressão que estava querendo tomar conta de mim! Sem querer negligenciar todo resto, eu aprendi que nada nesta vida tem realmente importância, a não ser, a vida daqueles que amamos...estes sim, são o que realmente têm importância em nossa vida... Eu tenho uma filha e um marido maravilhosos, que eu Amo, e que são bençãos que Deus me deu! Eu tenho familiares maravilhosos que eu Amo muito... E tenho amigos maravilhosos que amo muito também...Enfim, tanto pra agradecer ao Senhor! Mas só depois que eu perdi a minha amada sobrinha Júlia, foi que tive a real dimensão da importância de todos eles em minha vida! Todos eles são o que realmente importa pra mim! Todo o restante é secundário...07/2010

Seguidores

quarta-feira, 17 de julho de 2013

Pronto-socorro? Socorro!!

Imagem extraída do Google
Estou aqui meio injuriada! Já é a segunda vez que sou vítima de diagnósticos errados por parte dos médicos!
Uma vez, fui ao pronto-socorro porque estava com tosse, e sem poder respirar direito. Sugeri à médica que me atendeu que poderia ser uma crise alérgica. É só chegar o inverno, que eu sou acometida por essas crises.
Ela disse-me que não, que eu estava com uma gripe forte que poderia se transformar em pneumonia. Receitou-me um xarope e um anti-inflamatório dizendo que eu me sentiria bem melhor.
Comecei o tratamento, só que em vez de melhorar,  fui piorando. O anti-inflamatório atacou meu estomago; e o xarope, a cada tomada, eu ia me sentindo pior. Uma tremedeira, uma batedeira no coração!
Quase nem conseguia parar em pé.
Fui piorando, piorando, e então resolvi ir a outro médico.
Qual não foi minha surpresa, quando o mesmo me disse que eu estava tomando remédio pra asma, e perguntou-me se eu tinha asma? Nunca tive! E se continuasse tomando o "bendito" remédio iria piorar cada vez mais, e sabe-se lá, as consequências!
Domingo, acordei com os olhos todos grudados com uma secreção e bem irritados. Fiquei assim o dia todo. Mas como estava me sentindo gripada, achei que poderia ser da gripe.
Na segunda-feira resolvi ir ao pronto-socorro, pois meus olhos estavam bem inchados e vermelhos, e ainda com o mal estar da gripe, tosse etc. Chegando lá, a médica que me atendeu já veio com o diagnóstico de conjuntivite.
Argumentei, se não poderia ser uma sinusite muito forte, que estivesse atacando meus olhos também.
A mesma respondeu enfática, que não. Receitou um antibiótico para o olho e deu-me três dias de atestado pra ficar em casa.
Mais uma vez, em vez de melhorar, comecei a me sentir pior... O olho melhorou, mas o mal estar, a tosse e a prostração pioraram. Então resolvi marcar um otorrino.
Ontem à tarde passei pelo outro médico. E para minha surpresa (nem tão surpresa assim...), descobri que estou com uma sinusite tão forte, que a mesma atacou meus olhos! Novamente outro diagnóstico errado!
Se não tivesse procurado ajuda de um especialista, só iria piorar! Sem contar que com o antibiótico, meus olhos secaram tanto que de manhã não conseguia piscar!
Fico aqui pensando: onde será que esses médicos se formam? O que aprendem em suas residências médicas? Quantos diagnósticos errados devem passar todos os dias, e em casos mais graves?!
Cada vez que preciso procurar um médico, principalmente no pronto-socorro, sinto-me apreensiva. Sinto-me como uma espécie de cobaia à mercê dos diagnósticos mais estapafúrdios!
Às vezes tenho a impressão que a minha intuição anda melhor do que o diagnóstico de certos médicos...
Porém, o bom senso nos diz para não nos automedicarmos! O que fazer então? Sinto-me entre a cruz e a espada...
Nunca tive grandes ambições, nem nunca sonhei em ter muito dinheiro (somente o suficiente pra uma vida confortável), mas nessas horas, queria ter dinheiro o bastante para ir passar o inverno num lugar bem quentinho, sem friagem, e onde essas alergias ficassem bem longe de mim...  Onde não precisasse procurar nenhum médico pra tratar dessas benditas "ites" que me atacam todo o inverno!
Mas isso é apenas utopia... O nosso mundo real é bem outro...J
Quando precisar ir ao médico, ao pronto-socorro: o melhor a fazer é pedir socorro... pra Deus! 
E, que Deus me acuda!!

4 comentários:

  1. Bom dia!!!
    Pois é amiga, a situação da saúde no país esta complicada e os médicos são mal formados e pouco interessados, só querem receber mais e atender de menos.
    Só por Deus!!!
    bjs
    Ritinha

    ResponderExcluir
  2. É fia, o jeito é se formar em medicina para poder se automedicar! #ficadica

    ResponderExcluir
  3. Gostaria de pedir desculpas pelas poucas visitas. Estou trabalhando muiiito esse mês mas prometo que em breve voltarei mais vezes.
    Grande abraço!!
    jorge-menteaberta.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Olá, adorei o seu blog, ao ler alguns posts, vi que você é uma pessoa esforçada que só quer falar e ser ouvida na blogosfera, assim como eu. Posso dizer que gostei muito do que li, vc tem um potencial enorme e sei que será um grande blog de fácil entendimento e conteúdo gostoso de ler. Sou Luciana Shirley do blog http://coisasecoisasdalu.blogspot.com.br/ se desejar me visite e siga, mas só se gostar, eu vou retribuir seguindo também o seu.

    ResponderExcluir

Olá! Seu comentário me deixa muito feliz! Responderei assim que possível em seu blog ou e-mail.