O que realmente importa...

Minha foto
São Paulo, Brazil
Cheguei ao final do ano de 2009 totalmente estressada e esgotada devido as preocupações do dia-a-dia, com trabalho, estudo, e etc. Na verdade, eu não tinha nenhum problema específico. Apenas, era pessoa ansiosa e preocupada demais com o dia de amanhã. Mas como está na palavra de Deus: "...basta a cada dia o seu mal". Eu precisei passar por um sofrimento muito grande, pra enxergar que na verdade, as minhas preocupações, as minhas ansiedades não mereciam as noites de sono mal dormidas, a depressão que estava querendo tomar conta de mim! Sem querer negligenciar todo resto, eu aprendi que nada nesta vida tem realmente importância, a não ser, a vida daqueles que amamos...estes sim, são o que realmente têm importância em nossa vida... Eu tenho uma filha e um marido maravilhosos, que eu Amo, e que são bençãos que Deus me deu! Eu tenho familiares maravilhosos que eu Amo muito... E tenho amigos maravilhosos que amo muito também...Enfim, tanto pra agradecer ao Senhor! Mas só depois que eu perdi a minha amada sobrinha Júlia, foi que tive a real dimensão da importância de todos eles em minha vida! Todos eles são o que realmente importa pra mim! Todo o restante é secundário...07/2010

Seguidores

domingo, 22 de julho de 2012

As venturas e desventuras de uma mulher na menopausa...

Imagem extraída do Google
Um belo dia você acorda toda suada (em pleno inverno). Seu sono começa a  ficar agitado. De repente, um cansaço danado!
E um nervoso inexplicável! Uma vontade enorme de esganar alguém...
E quem está mais próximo? Geralmente o coitado do marido... 
Eu creio que uma mulher na menopausa, sente mais ou menos o que alguém que sofre de transtorno bipolar sente: o humor varia demais!
Chega-se nos lugares, e de repente bate aquele calorão, que sobe dos braços à cabeça. Aí você passa a maior vergonha,  pois gotas de suor brotam de todos lados...
Pois é: um belo dia, quando tinha 42 anos, me vi em plena menopausa!
Que surpresa! Sem que eu a esperasse tão cedo, um dia ela apareceu!
E os suores e o nervosismo são apenas alguns dos inúmeros sintomas que ela provoca.
Nossa! Às vezes sinto tantas saudades das minhas TPMs...
Na verdade, acho que nem tinha uma TPM de verdade: eu ficava tristinha um dia antes. Sentia um pouco de dor nas pernas, e só. Mas ainda assim, reclamava...
Hoje eu sempre me lembro daquela frase célebre: "eu era feliz e não sabia"...
Desde então, já experimentei todo tipo de tratamento: hormônios sintéticos, que me fizeram sentir pior.
Tratamentos naturais com  isoflavona, chá de amora. Semente de linhaça. 
Às vezes me sinto como um passarinho, mastigando linhaça pela manhã... 
Tem época que os sintomas  melhoram, têm outras, em que tudo piora.
E o cansaço? Nossa! Têm dias que estou "só o pó da rabiola"!
Os médicos não falam nada conclusivo: só porque entrei muito cedo, não quer dizer que vai terminar cedo também. E que faço parte da grande maioria das mulheres que apresentam os mesmos sintomas (existe 1% das afortunadas que são assintomáticas - essas têm que levantar as mãos para o céu e dar Glória a Deus!!).
O que sei, é que além de tudo isso que sinto, ainda tem o organismo que fica com o metabolismo mais vagaroso. 
Uns "pneus" que nunca me pertenceram, se instalaram na minha cintura de uma hora pra outra!  
Para perder aquelas calorias que eu levava meia hora de exercícios, agora tenho que suar por uma hora e meia, ou mais!
Pois é, hoje estou aqui, escrevendo mais como um desabafo e em nome de todas as mulheres que como eu, sofrem nessa fase da vida!
E hoje aqui pensando, tomei uma decisão: não posso fugir dessa fase, ou simplesmente, fingir que ela não existe...
O que posso fazer, é tentar de tudo pra vivê-la com qualidade!
E como diz minha mãe em sua sabedoria  "...em tudo dai graças porque esta é a perfeita vontade de Deus em Cristo Jesus". 
Há alguns anos atrás, tive uma doença (endometriose), e o médico me disse que eu ficaria curada apenas quando entrasse na menopausa. Talvez, Ele tenha permitido por isso mesmo!
Então, Glória a Deus por mais esta fase da minha vida!
E "força na peruca" como se diz por aí! Que Deus renove minhas forças, minhas pernas, porque muito exercício tem que vir por aí!
E que venham as linhaças, os chás de amora: aqui estou eu!!!☺ 
* Este post eu dedico ao meu marido, que está me "aguentando nesta fase", e à minha amiga Sandra (que vive tudo isso, como eu).

9 comentários:

  1. Oi Adelisa
    Que post mais gostoso de se ler, me desculpe mas dei algumas risadas kkkkkk, vc escreve muito bem, deveria escrever mais vezes. Quanto a comparar a menopausa com bipolaridade, devo te falar que não se compara não a alteração do humor do bipolar é bem maior, sei por sou bipolar,kkkkk, e ainda por cima tenho menopausa precoce, é eu sei sou gulosa quero tudo para mim kkkkk, imagine o meu marido, quando digo que ele é um "santo", é porque ele é mesmo kkkkk, mas estou levando a menopausa numa boa, nem tenho calorão.
    Bjão querida, fique com Deus!

    ResponderExcluir
  2. Oi Adelisa!!
    Concordo com vc, sobre este periodo da menopausa.
    Eu, a uns tempos atraz, tambem estava impossivel de se conviver. Ficava irritada por qualquer coisa, implicava com a Mariana, o Luiz Carlos passou uns cortados comigo, eu ficava irritada facilmente com ele.
    Sem contar que chorava a toa, super sensivel. Tinha dia que eu ficava numa tristeza que eu não conseguia fazer nada, e não era por causa de alguém ou por algum motivo, eu só sei que ficava muito triste e desanimada.
    Agora estou mais calma, graças a Deus, porque nem eu estava me aguentando.
    Estou indo no corte e costura para ocupar um pouco o meu tempo, e lá é bom porque eu encontro com outras pessoas, converso, dou uma risadas, e assim vamos tocando o barco.
    Ufa!! acho que escrevi demais.
    Um beijo no Pedro.
    Fica com Deus,

    Mari

    ResponderExcluir
  3. Hehehehhehehehhehehe beleza de postagem Adelisa!

    As mulheres sofrem mesmo pois tem fases demais na vida, acho que é por isso que nós nuuuuuuunnnnnnnca vamos esntendê-las!

    Hahahahahahahhahahahahahaha.

    ResponderExcluir
  4. Oii, Adelisa estava com saudades dos seus posts...adorei o texto "adorei a parte do pneu que se instalou na cintura"...kkkkkkkkkk essa foi ótima....

    bjs minha amiga e boa sorte nesta fase....Marisa

    ResponderExcluir
  5. Olá Adelisa, gostei muito do seu blog, já add ele aos meus favoritos. Sou a Rosana lá de VCP. Demorei mas vim deixar meu comentário né? rsrs tempo corrido... bjim

    ResponderExcluir
  6. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  7. Maravilhoso texto.....Li Por acaso no feed de noticias do face qdo foi encaminhado para uma de minhas amigas do face. .achei super interessante mesmo. ..eu fiz 50 anos em dezembro e ate hoje não entrei na menopausa...ainda tenho tpm...rs. mas acredito que ja entrei no processo pois sinto calor aos extremos...fora isso...tranquilo...como não sinto nada ainda nem consultei um médico...ainda não senti os desagradaveis sintomas e espero sinceramente nem sentir.
    Parabéns pelo blog...muito legal e necessário... Sucesso!...

    ResponderExcluir
  8. Diagnosticada com Transtorno Bipolar e entrando na menopausa....Louca de pedra até me convencer que precisava de tratamento pisquiátrico. Tomo lítio 450mg duas vzs ao dia e um anti depressivo novo, que eu não conhecia e nem sei o nome ( está lá na cozinha) como se fosse a 1 km daqui.....pela manhã a minha saga é fabulosa...sour frio, sensação de desmaios e enjoos.....todos os dias..... estou indo par a terceira consulta e amos ver o que ele, o médico, diz disso. Só sei que fora isso tem os surtos e as manias de não querer sair de casa, não querer ver ninguém...Estou me sentindo um TRASTE.

    ResponderExcluir
  9. Amei realmente é isso tudo digo que esse corpo não me pertence .Pareco outra pessoa horrível. Mas tenho fé que isso também vai passar!!!!

    ResponderExcluir

Olá! Seu comentário me deixa muito feliz! Responderei assim que possível em seu blog ou e-mail.