O que realmente importa...

Minha foto
São Paulo, Brazil
Cheguei ao final do ano de 2009 totalmente estressada e esgotada devido as preocupações do dia-a-dia, com trabalho, estudo, e etc. Na verdade, eu não tinha nenhum problema específico. Apenas, era pessoa ansiosa e preocupada demais com o dia de amanhã. Mas como está na palavra de Deus: "...basta a cada dia o seu mal". Eu precisei passar por um sofrimento muito grande, pra enxergar que na verdade, as minhas preocupações, as minhas ansiedades não mereciam as noites de sono mal dormidas, a depressão que estava querendo tomar conta de mim! Sem querer negligenciar todo resto, eu aprendi que nada nesta vida tem realmente importância, a não ser, a vida daqueles que amamos...estes sim, são o que realmente têm importância em nossa vida... Eu tenho uma filha e um marido maravilhosos, que eu Amo, e que são bençãos que Deus me deu! Eu tenho familiares maravilhosos que eu Amo muito... E tenho amigos maravilhosos que amo muito também...Enfim, tanto pra agradecer ao Senhor! Mas só depois que eu perdi a minha amada sobrinha Júlia, foi que tive a real dimensão da importância de todos eles em minha vida! Todos eles são o que realmente importa pra mim! Todo o restante é secundário...07/2010

Seguidores

quinta-feira, 3 de novembro de 2011

E lá se foram sete meses...

Meu Deus: parece que foi ontem... E lá se foram sete meses... Sete meses de alegrias, bençãos e ternura...
Lembro-me nitidamente do dia 05/04/2011, o dia em que o Pedrinho chegou!
Neste dia, eu dei uma pausa na minha vida de mulher atuante no mercado de trabalho, e fui (voltei à) ser apenas mãe e esposa.  Saliento que voltei, porque durante muitos anos, no meu passado (por 17 anos), eu assim o fui.
E neste dia, minha vida mudou radicalmente novamente, e pra melhor!
Pode parecer contraditório pelo meu jeito de ser: mas sou uma pessoa avessa a mudanças. Quando me sinto confortável com uma situação, faço de tudo pra não ter que mudar.
Mas, parece que sou uma eterna "mutante", e de vez em quando minha vida dá umas guinadas de 360º...
A chegada do Pedrinho foi muito esperada! Como já disse anteriormente,  foi uma "gestação" de mais de dois anos. E o dia  em que ele chegou,  foi um dia de pura felicidade, que sempre estará gravado em minha memória e em meu coração.  Essa mudança foi planejada e esperada, ao contrário de tantas outras...
Mas, de repente, me vi novamente como mãe de "primeira viagem", depois de 26 anos...
Eu, uma mulher madura, me senti insegura diante daquele ser tão frágil e pequenino! E com uma responsabilidade enorme!
Estava recordando o turbilhão de sentimentos que se passou dentro de mim... Foram tantos... de amor transbordante, encantamento; e alguns contraditórios, como na 1ª vez que saí com ele pra passear de carrinho.
Hoje é tão engraçado quando me lembro!!
Saí meio tímida e insegura (pra dizer a verdade, pensando que iriam me achar  meio "velha" pra ser mãe novamente... ).  E ainda pra ajudar, quando encontrava algum conhecido, sempre pensavam num primeiro momento, que se tratava do meu neto (filho de minha filha Natália, pois ela se casou há três anos, e eu já poderia perfeitamente ser avó).
Pois bem, naquela primeira vez que saí, me senti como aquela garota da propaganda do primeiro sutien - no começo toda tímida, mas num dado momento, ela vai se sentindo segura, e no final sai andando toda orgulhosa!
Hoje, é exatamente assim que me sinto quando saio com o Pedrinho.
Sinto o maior orgulho de se mãe aos 46 anos!
E, que velha, que nada!  Se Deus quiser, ainda tenho muito "lenha" pra queimar! ...
Durante estes sete meses, eu curti o meu "fofucho" até não poder mais!! Fui mãe em tempo integral.
Ele foi meu "companheirinho" todo esse tempo. Conversei muito com ele!  Outro dia, me disseram que ele vai falar logo... 
Acompanhei cada progresso seu: os primeiros gritinhos de alegria, as primeiras gargalhadas, as primeiras palminhas. Quando começou a sentar, a rolar... e a cada progresso sempre foi uma festa!
Sinto-me privilegiada e abençoada por ter tido esse tempo com ele!
Sou aquela espécie de mãe bem coruja e zelosa (a Nat que o diga...).
Aproveitei também este tempo que fiquei em casa, para muitas outras coisas: aprimorei-me na "arte" de fazer papinhas, lavar as roupinhas do Pedrinho no tanque - quem diria que algum dia, eu ia deixar a minha máquina de lavar de lado...
Cozinhei, arrumei os armários, lavei as cortinas. Despertei a “Amélia” que estava adormecida dentro de mim já há algum tempo... 
Até cupcakes eu aprendi a fazer (um dia, a Nat - minha filha,  me disse que estava com vontade, e eu acabei aprendendo a fazer).
Costurei muito também! Outro dia veio um pedreiro aqui em casa, e ele até me perguntou se eu costurava pra fora, de tanta roupa que ele me viu reformando! ...
Enfim, curti muito todo esse período que passei em casa.
No começo, é bem verdade, que apesar de toda a felicidade que estava sentindo, levei um tempo pra me adaptar novamente, pois já estava trabalhando fora há mais de dez anos.
E na semana retrasada, mais uma mudança: a adaptação do Pedrinho na escolinha. Na verdade, a adaptação era mais pra mim do que pra ele... 
 No dia anterior à sua ida, quase tive um surto de pânico! Tinha a impressão que ninguém cuidaria tão bem dele como eu!
Mas, no dia da adaptação, ele não deu trabalho algum e continua assim desde então. Ele é uma criança calma, feliz e abençoada!
Hoje, mais uma etapa se inicia em nossas vidas... 
Dá um aperto no peito, um nó na barriga: pois lá vem outra mudança!
Mas com a graça de Deus, nós iremos seguir em frente.
O Pedrinho com sua escolinha e eu com o meu trabalho.
A minha jornada, voltará a ser dupla, tripla... mas que seja com qualidade e abençoada.
O mais importante, e acima de tudo, é que nossas vidas estão na mão do Senhor Jesus!
Eu oro e peço a Deus que me dê força e sabedoria pra que eu possa sempre dar o melhor de mim em todas as áreas de minha vida (pessoal, profissional), mas principalmente, em relação ao Pedrinho. 
Que eu seja a mãe que ele merece ter, porque ele é muito mais do que pensávamos ou esperávamos. E, muito mais do que pedimos a Deus! 
Então, vamos em frente mais uma vez! Com muita fé em Deus - e "pé na tábua"!

5 comentários:

  1. Adorei o texto, muito verdadeiro...nossa como passa rápido e eu ainda não conheço o Pedrinho pessoalmente...mas logo faremos uma visita sim....vou levar o Vi aí que vc vai ver a sua casa virar de ponta cabeça..rsrs
    Bom retorno e boa adaptação do Pedro na escola..tenho certeza que dará tudo certo como até agora... Mil bjs Marisa

    ResponderExcluir

  2. Muito lindo o texto! Isso mesmo, confia em Deus e vai em frente, que Ele te ajuda.
    Esse meu sobrinho, é a coisa mais fofa desse mundo!
    bj pra vc, pro Rogério e pro Pedrinho
    Rica

    ResponderExcluir
  3. Boa tarde Adelisa,tudo bem?Parabéns pelos 7 meses do pedrinho,como o tempo passou depressa e eu morrendo de vontade de fazer uma visita à vocês e sempre uma coisa e outra acabo não conseguindo ir,e assim sete mêses se foram.Acredito que ele esteja cada dia mais lindo e encantador.Semana passada fui levar minha mãe para tomar injeção e te vi com o pedro passeando.LIIIIIIIIIINDO.
    QUE GRAÇA JÁ VAI PARA A ESCOLINHA!!!! QUAL ESCOLINHA VOCÊ ESCOLHEU? AGENTE FICA MESMO COM O CORAÇÃO APERTADO NÃO É?
    Assim que eu me recuperar de um tombo que levei,quero te telefonar para combinar uma visita,ok!
    Fiquem com Deus......... beijos.......... Stella

    ResponderExcluir
  4. Leila Plá Miranda5 de novembro de 2011 21:36

    Oi Adelisa, td bem? Li seu texto e fiquei muito feliz em ver que sua vida tem sido mudada pra muito melhor e que Deus tem te abençoado muito. Pela sua foto com o Pedrinho deu pra ver como ele é fofo e lindo! Parabéns e que Deus continue te abençoando e dando sabedoria a você e ao Rogério para criar essa linda criança nos caminhos do Senhor. E tem uma coisa: parece que você tem uns 32, heim, não venha com essa de "velha"...hehehe!!! bjão!

    ResponderExcluir
  5. Caramba amiga... Pedrinho já esta com 7 meses... só assim que eu me dou conta de como o tempo esta passando rápido... sabe as vezes eu fico meio que perdida no espaço... como sempre o seu texto é muito sincero e lindo... é isso ai, agora esta começando uma outra fase, mas fique tranqüila(como se isso fosse possível para uma mãe)... tudo vai se ajeitar e logo vcs já estarão adaptados a esta nova rotina.
    PS: Pedrinho esta a coisa mais gostosa... oh vontade de encher estas bochechas de beijos.... muito fofo... beijos que Deus abençoe sua familia

    ResponderExcluir

Olá! Seu comentário me deixa muito feliz! Responderei assim que possível em seu blog ou e-mail.